quarta-feira, novembro 15, 2006

Post dedikado aos eskerdalhos e demokratas da valente nação tuga.


Porke: chegaram (-nos) 50 anos regidos por esse ditador labrego, abençoado pela santa madre igreja, e ke vocês, teimosamente insistem em deklarar fascista. Porke exigimos o DIREITO de termos opinião, diferente da vossa, se tal acontecer. Porke não sou monolítiko. Nem faccioso. Porke aceito e respeito a troca e a diferença de opiniões e ideias sem entrar em caixas de komentários onde a primeira frase, para eskonder a falta de argumentos, civismo, educação e kultura demokrátika, é " PR vai à merda". Porke não gosto de insultos. Porke não aceito um pensamento úniko, mesmo sabendo ke este país é uma koutada da eskerda, blogosfera inkluída, e alguns teimam em afirmar que a direita, ou dita direita, tem de ser burra e estúpida. Porke não gosto mesmo do Estado. Porke sei que em nome da diferença, ai jesus os pretos e os paneleiros, mas ai de quem se afirmar kontra o politikamente korrecto e konsiderar o louçã um moralista da melhor herança salazarista. Porke konheço o vosso ódio à ditadura salazarenta, o ke subscrevo, mas vos vi sempre kalados face a stalin, pol pot ou fidel. ou ao ladrão do lula. Porke vocês assassinaram mais anarkistas na guerra civil de espanha do ke franco. Porke vocês acusam, e bem, bush ou pinochet, mas com as mãos e a konsciência, a existir, cheias de sangue lembram treblinka mas kalam o Goulag. Porke me enoja a vossa pretensa superioridade moral, vocês que não possuem qualquer valor ou princípio étiko. Porke vocês enterraram e destruiram este país. Porke vocês são hipókritas. Porke vocês odeiam. Porke vocês não sabem estar. Porke vocês são como os bois e só marram kom o vermelho. E eu sou negro. E lembro-me que foi Rolão Preto o primeiro verdadeiro opositor da ditadura de salazar e a sua primeira vitíma. Porke amo Ezra e Céline. Porke insisto em pensar por mim e recuso a deixar-me silenciar pela vossa polícia do pensamento. Mesmo quando vocês invokam a liberdade para esmagar a Liberdade. Prova-o a História. Pior: porke vocês não têm sentido de humor. Termino como vocês começam: VÃO À MERDA!