quarta-feira, novembro 22, 2006

Isto é uma corrente. Na net.


Sob o signo de W. Turner. Aqui, e aqui e aqui. Bom dia.


( Adenda das 15 horas que é um prolongamento do post abaixo e uma resposta amigável ao meu Prezado K'mrd Pires.

1. Israel é uma invenção enquanto Estado, imposta na Palestina após o final da 2ª guerra mundial, pelos países vitoriosos que não sabiam o que fazer à judiaria que campeava e vagabundeava por uma Europa destruída.

2. A história de Israel é uma história de guerra, terror, morte, assassinatos, desrespeito pela Lei, ocupação e barbárie. Israel abandonou GAZA ( e construíu um novo muro da vergonha ) por motivos estratégico-militares, face à pressão militante do HAMAS, ao crescente poder popular deste, expresso recentemente nas urnas, em eleições livres, e à decadência de uma fatah prepotente, corrupta e colaboracionista. Foram os homens de arafat quem vendeu o cimento com que Israel fez o muro de separação.

3. O exército libanês, como outros exércitos árabes, é uma anedota, uma farsa. No Libâno, o Hizballah xiita é a única força político-militar organizada e estruturada capaz de proteger a humilhada e desprezada comunidade xiita, ( no Libâno, como no restante mundo árabe sunita ), bem como de enfrentar e derrotar, ( como o fez por 2 vezes ), a máquina de guerra sionista. Apoiado pelo Irão? Certamente. O Hizballah, Partido de Deus, ( a partir de um versículo corânico ), é xiita.

4. O Irão é o herdeiro da grande e secular civilização persa. É o país de Nizamî e Rumi. É o país onde se produz algum do melhor cinema contemporâneo. Onde uma mulher é vice-presidente da República Islâmica. É o país onde as mulheres têm direito de voto, ( o que não sucede no reino "amigo" dos saud sauditas, onde os xiitas também não têm direito de voto ). É o país que enfrentou Saddam, enquanto este facínora era o grande amigo dos norte-americanos. É o país que não é árabe mas de raiz e cultura persa. Onde o Islão incorporou elementos alheios ao sunismo. É o país que combateu os tallibãs. É o país odiado, não por acaso, por bin laden. São xiitas os que morrem assassinados diariamente no Iraque. Não por acaso. O Irão é o país que produziu o filósofo vivo George Sorush, com reputação mundial e conselheiro do Imã Khomeini. Sorush que escreveu " o Islão e a democracia não são apenas compatíveis mas inevitáveis. Para se ser um verdadeiro crente é preciso ser-se livre ". Percebe-se porque motivo o Irão xiita incomoda: americanos, judeus e árabes sunitas, como o reizinho da Jordânia.